JEQUIÉ: Santa Casa ofecerá tratamento contra o câncer PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Seg, 29 de Setembro de 2014 22:27

Eis uma excelente notícia para Jequié e Região. A Santa Casa e Hospital São Judas Tadeu implantará uma unidade de oncologia com funcionamento previsto para 2015. O gerente técnico da Fundação José Silveira (FJS), o médico Silvio Vasconcelos, acompanhado do engenheiro Eduardo Marques, do Departamento de Engenharia da FJS, visitou o local das futuras instalações, nesta segunda-feira, 29/09/14. Em entrevista ao repórter Dell Santos (Jequié FM 89,7), ele informou que a FJS já vem adotando todas as providências em relação ao espaço e a oferta de novos serviços. A implantação de uma unidade para o tratamento de câncer foi anunciada, inicialmente, quando da inauguração da ampliação da Santa Casa. Naquela época foi falado que a unidade de oncologia, com quimioterapia, seria implantada para que a população de Jequié não precisasse mais se deslocar a cidades distantes. De fato uma excelente notícia trazida pela Fundação José Silveira. Trata-se da realização de um sonho. Faz tempo que a população de Jequié e Região clama por isso. É um sofrimento muito grande para quem faz tratamento contra o câncer fora de domicilio.


Silvio Vasconcelos e Eduardo Marques. Foto: Dell Santos.

 
JEQUIÉ: Violência sem fim! PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Seg, 29 de Setembro de 2014 22:27

Dois jovens irmãos de 18 e 21 anos foram mortos a tiros no meio da quadra de esporte, no bairro Inocoop, em Jequié, por volta das 18 horas desta segunda-feira, 29/09/14. Levidison e Habaduque Ribeiro Nunes jogavam bola quando foram abatidos, informaram populares. Eles moravam na Banca, localidade próxima. Ainda de acordo com populares, um irmão dos jovens também foi assassinado cerca de um ano atrás.

 
REFLEXÃO: Cuidado com candidato envolvido em atos de corrupção! PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Seg, 29 de Setembro de 2014 12:17

Tem muita gente que diz não tolerar a corrupção. Verdade. Porém, tem muita gente que só fala da boca pra fora, pois não somente tolera a corrupção, sendo conivente, como também participando dela. Não me refiro apenas a políticos, em especial os comprovadamente envolvidos nos mais sucessivos escândalos, mas também a tantos e tantos brasileiros comuns que recebem dinheiro ou favores para votar e até mesmo daqueles que não se importam com o que acontece bem debaixo do seu nariz. Naturalmente que é preciso ter esperança de que o Brasil tenha políticos que não pensem em roubar. A melhor frase para o Brasil, eu ouvir no último fim de semana: “É só querer”. Se quiser, faz as coisas certas, sem falcatruas, mutretas, malandragens. A gente não pode aceitar que boa parte dos brasileiros tenha se acostumado com a roubalheira, e que por isso nem se importam mais.

ELEIÇÕES

Domingo, 05/10/2014, temos eleição e você, com seu título de eleitor na mão pode fazer a diferença, sim. Para começar, faça um exame de consciência e um esforço, se for o caso, para não errar, porque a vida, que já não tá fácil para ninguém, pode piorar ainda mais. O seu voto pode ser decisivo, principalmente para tentar estancar a corrupção que campeia nesse Brasil a dentro ao longo dos últimos tempos, o que só tem agravado a situação do país. Quantas e quantas cidades não estão sofrendo porque falta dinheiro para tudo? Quem de nós já não ouviu dizer que esta ou aquela cidade não consegue oferecer os serviços básicos. A saúde, um caos; falta remédio, dentista, até esparadrapo para fazer curativo; unidades de saúde não funcionam; tem gente morrendo na porta de hospital; e rua onde você mora tem calçamento? Muitas vezes sequer tem lâmpada no poste, não é verdade? E as crianças? A qualidade da escola piora a cada dia. E os idosos, cada vez mais desrespeitados.


AINDA A ROUBALHEIRA

Nunca se ouviu falar tanto em roubo como nos últimos tempos. E tem muita gente que diz não tolerar corrupção, mas que está ao lado dos corruptos, defendendo-os, matando e morrendo. Sei que as vezes a gente perde o ânimo, perde a esperança, perde a fé de que ainda é possível mudar alguma coisa. Não é fácil. Contudo, pelo menos agora, o destino está em nossas mãos. Eu, você, nós todos, com o título de eleitor na mão podemos muitos. Sabe aquela história do beija-flor? O fogo destruía a florestal e o pequeno beija-flor fez a parte dele para apagar o incêndio. Pois é. Claro que valeu a pena. Fez a parte dele. Assim somos nós. Cada um fazendo sua parte mirando um futuro melhor, onde haja justiça. Quantos de nós já não se arrependeu, algum dia, de ter votado em alguém que só nos trouxe ou traz decepção? Pense na importância do seu voto e vá à urna consciente do tamanho da sua responsabilidade.

 
JEQUIÉ: O retrato da cidade em poucas imagens PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Seg, 29 de Setembro de 2014 11:35

Veículos, incluindo uma motocicleta do SAMU 192, com pouquíssimo uso, estão quebrados no pátio do DNER, no bairro Cidade Nova, em Jequié, sendo destruídos pela ação do tempo. Um conselheiro de saúde diz ter registrado denúncias com relação a citada frota de veículos, porém sem resposta. Certo é que são investimentos públicos feitos em alguma época para beneficiar o povo, principalmente os pobres que tanto precisam de um sistema de saúde eficiente. Tal situação deixa transparecer que esses veículos são descartáveis e seja qual for a justificativa, fica a sensação de que o suado dinheiro do contribuinte não é aplicado devidamente. Acredita-se que, se essa frota pertencesse a uma empresa, provavelmente não chegaria a tal ponto muito menos seria descartado assim.




 
VANDALISMO: Imagens da Gruta de São José na Barragem da Pedra são destruídas PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Dom, 28 de Setembro de 2014 19:33

Imagens da Gruta de São José, na Barragem da Pedra, em Jequié, foram destruídas. A denúncia foi publicada em rede social pelo jornalista Alan Leal. “Quero aqui expressar minha tristeza e repúdio aos vândalos que danificaram as imagens da gruta”, lamentou. Leal classificou o ato como um grande desrespeito. “Isto é coisa de pessoas que não respeitam a religião dos outros, não sabem estar em um local e deixar intacto”. Ao longo do tempo, muitos romeiros visitavam o local, onde faziam suas orações de agradecimento a graças alcançadas e para renovar sua fé.




Fotos de Alan Leal divulgadas originalmente em rede social.

 
"Tempo Presente" divulga projeções federais PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Dom, 28 de Setembro de 2014 19:26

O jornalista Levi Vasconcelos escreveu em sua coluna de política em A TARDE, neste domingo, 28/09/14, que “um expert no assunto projeta que, dos 36 (de uma bancada de 39) deputados federais que disputam a reeleição, só 22 ou 23 vão se reeleger, o que equivale a dizer que 14 ou 13 vão sobrar. Ele estima que a banda governista tem 18 nomes certos, a de Paulo Souto 13 e a de Lídice um. As sete vagas restantes estão emboladas nos três grupos. Conforme tais projeções, Lúcio Vieira Lima (PMDB), Ronaldo Carletto (PP), Jorge Solla (PT) e Antonio Brito (PTB) disputam a pole position. Ou seja, quem será o mais votado”.


Deputado federal Antônio Brito.

Deputado federal Lúcio Vieira Lima (D) ao lado de Leur Lomanto Jr. 

 
Prefeitura impôs nova derrota à câmara PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Dom, 28 de Setembro de 2014 12:03

O Encontro Nacional de Motociclistas, que não aconteceu, este ano, em Jequié, em razão da ausência da administração Tânia Brito/Sérgio da Gameleira, representa mais uma derrota imposta pela prefeita à câmara municipal. É que, justamente, a partir desta data, o evento passou a fazer parte calendário oficial de eventos da cidade, após aprovação, por unanimidade, de projeto de lei de autoria do vereador Deyvison Batista (PT). O projeto define o dia de 7 de setembro como data oficial de realização do encontro.Detalhe: O autor da proposta, sai enfraquecido, pois deve ter feito tudo na certeza de que o governo, do qual ele faz parte, não mediria esforços para à realização do evento. Ledo engano!


Diretores acompanharam votação da câmara. Para nada.

Organizadores sempre acharam o evento de grande importância.

 

última atualização em Dom, 28 de Setembro de 2014 12:12
 
Os hospitais privados e o SUS PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Dom, 28 de Setembro de 2014 11:25

Por, Silvio Arcanjo Matos Filho*

Quando na última copa do mundo de futebol a equipe do Brasil foi goleada por 7X1 pela Alemanha, gerou uma grande decepção nos brasileiros e muita interrogação no que poderia ter acontecido surgindo daí vários questionamentos que tentaram explicar o inexplicável.

Disseram alguns especialistas que a causa foi ausência de planejamento em longo prazo, má gestão e até corrupção do futebol brasileiro. Jornalistas treinadores, ex-jogadores e desportistas foram mais específicos e apontaram como determinantes da derrota, a falta de infra- estrutura no trabalho de base da maioria dos clubes brasileiros, a interferência maléfica de empresários dos jogadores, a ausência de uma boa safra de craques na atualidade, a internacionalização e supervalorização dos atletas muito jovens e consequente falta de identidade com a “verde e amarela” que tantas glórias nos proporcionaram.

Afinal os nossos jovens jogadores estão sendo preparados nas divisões de base para quem e para onde? Eles adquirem a fama muito cedo e vão servir à nação brasileira ou às várias nações? Após tantas indagações, a proposta unânime é que é preciso uma reformulação. Mas, reformular o quê? A política do futebol? Os dirigentes e empresários, os treinadores e jogadores?

Ou é preciso mudar a concepção atual do futebol? Que deixou de ser um espaço de entretenimento, de lazer das famílias com emoção e romantismo para se tornar um espaço mercadológico, onde prevalece mais a rivalidade, a disputa entre as cores, a valorização do ter em detrimento do ser e a hegemonia da mídia.

Analogicamente a crise do futebol no Brasil é semelhante à crise da saúde pública em todos os seus aspectos seja histórico, social, político, econômico, cultural e antropológico.

Quando o SUS foi criado com a constituição de 1988 naquele momento, vivíamos uma crise semelhante, cujo modelo vigente, era considerado defasado, injusto e perverso porque não atendia aos anseios da maioria da população, e a proposta era reformulação e ai veio à famosa reforma sanitária com participação da sociedade organizada e estudiosa e políticos, que originou a mais audaciosa e abrangente Política de Saúde Pública do país.

O SUS tendo como princípios a Integralidade, Universalidade e Equidade, inverte a lógica do atendimento à população que antes era hospitalocêntrica para o acesso ao sistema através das unidades básicas de saúde e depois se preciso for referenciar para os hospitais. Prevê como prioridade na distribuição dos recursos financeiros, além do fortalecimento da atenção básica, investimento na média e alta complexidade prioritariamente nos hospitais públicos, seguidos dos filantrópicos e como forma complementar de assistência à saúde, aos hospitais privados.

Nesses 26 anos de SUS, muitos avanços ocorreram, mas também grandes obstáculos e entraves para sua efetivação, principalmente no que tange à questão do financiamento (tabela Sus defasada e desvio de recursos), gestão político-partidária em algumas instituições de saúde, a falta de comprometimento de muitos gestores municipais e a dificuldade de efetivação do controle social.

E novamente a crise se instala evidenciada nas queixas da população e comprovada através da dificuldade de acesso à atenção básica, aos exames de média complexidade, os hospitais públicos superlotados e os privados fechando as portas.

Trazendo para nossa realidade de Jequié e região observamos diariamente nos noticiários a queixa da população em relação à atenção básica de saúde, apesar dos “mais médicos”. Dos cinco hospitais privados da cidade, dois fecharam as portas, um há muito tempo não atende ao SUS, um recentemente solicitou o descredenciamento e o outro também pretende fazê-lo.

Restando somente ao Hospital Prado Valadares como único exclusivo do SUS, o atendimento de urgência/emergência e de alta complexidade a uma população referenciada ou não dos 25 municípios da região, tornando-se com isso a única unidade hospitalar de porta aberta 24h para tentar aliviar o sofrimento daqueles que precisam do SUS.

Então surgem os mesmos questionamentos apontados no inicio desse texto:

O quê deu errado? Por que tantos hospitais estão fechando as portas? Por que a população não consegue em tempo hábil a realização dos exames para seu diagnóstico de saúde? Por que os hospitais encontram-se com seus corredores superlotados gerando desassistência e sobrecarga e desmotivação dos trabalhadores da saúde? Por que os políticos sempre elegem a saúde como prioridade de governo e na prática o discurso não se efetiva?

Diante da semelhança, será que estamos também perdendo o jogo na saúde por 7×1? Será que é hora de nova reformulação ou bastaria respeitarmos a constituição? Um grande teórico e defensor do SUS Dr. Gilson Carvalho enfatiza que para melhorar a situação um bom começo seria o gestor “gastar melhor o pouco que se tem”

Mestre em enfermagem, professor adjunto da UESB, Diretor Administrativo do HGPV*

última atualização em Dom, 28 de Setembro de 2014 11:32
 
Cai liminar e Detran volta com “blitz do IPVA”. Enquanto isso, Jequié continua com trânsito assassino PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Dom, 28 de Setembro de 2014 08:32

Você nem imagina quanto a prefeitura de Jequié e o governo da Bahia arrecadam com o IPVA. Apesar da grande arrecadação, não fazem investimentos para melhorar o trânsito na cidade, considerado um dos mais desorganizados e sangrentos do Brasil. O aumento de receita será intensificado, pois a operação conhecida como Blitz do IPVA, realizada pelos órgãos de regulamentação de trânsito da Bahia, que tinha sido suspensa pela 11ª Vara da Fazenda Pública, em liminar movida pela OAB, voltou desde sexta-feira, 26/09/14, após decisão da Justiça em favor da ação movida pelo Detran para reverter a liminar. Detalhe: O Detran tem o poder de realizá-las, porém, as apreensões dos veículos continuam proibidas.

FOME DE ARRECADAÇÃO

 

Em Jequié, alguns setores defendem a implantação da zona azul como solução para os graves e crônicos problemas de trânsito. Mas quem pensa que essa é a saída está redondamente enganado. A organização do estacionamento é apenas um dos itens ainda assim só beneficia o miolo do centro comercial, pois tal medida não conterá, por exemplo, o crescente número de acidentes que ocorrem nas principais vias da cidade. Centenas de pessoas morrem ou ficam feridas, muitas delas mutiladas todos os anos em Jequié vítima de um trânsito assassino. Seminários e reuniões são realizadas, frequentemente, contudo, sem resultado prático. Irresponsabilidade; inconsequência; ausência de investimentos em educação, fiscalização e organização; impunidade e outros fatores contribuem para a redução gradativa da qualidade de vida da população. As cobranças por melhorias devem ser sistemáticas como são sistemáticas as cobranças de impostos para alimentar um sistema que pouco se preocupa com o ser humano.




Imagens de recentes tragédias no perímetro urbano de Jequié.

última atualização em Dom, 28 de Setembro de 2014 08:40
 
E O SOFRIMENTO CONTINUA: Desgoverno total PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Sáb, 27 de Setembro de 2014 21:28

Imagens de uma Jequié desprezada pelos poderes públicos. Nesta rua - II Travessa Humberto de Campos, no bairro Joaquim Romão – vereadores, prefeita, secretários municipais e até deputado prometeram limpeza e cobertura do canal pluvial. Promessa antes de ganhar a eleição para prefeito e vereador em 2012 e depois que já haviam tomado posse. Os moradores, que já deveriam ter se arrependido dos votos que deram nas últimas eleições, agora se julgam enganados. Acredite! os mesmo que lá estiveram prometendo o que não tem capacidade de resolver já retornaram para pedir votos para às eleições de domingo, 05/10/2014.




O dinheiro dos nossos impostos não daria para cuidar desse lugar?

última atualização em Dom, 28 de Setembro de 2014 08:42
 
JEQUIÉ: Quem jogou a cultura no buraco? PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Sáb, 27 de Setembro de 2014 21:03

Em Jequié, a crise no setor cultural está longe de ter uma solução pela total ausência de políticas públicas, nocivo a todos, especialmente a juventude que, a rigor, seria o público-alvo prioritário dos investimentos por parte da prefeitura. Com quase dois anos no poder, a administração Tânia Brito/Sérgio da Gameleira não tem o que apresentar senão duas festas realizadas em junho de 2013 e de 2014. Sem programas e projetos para prestar contas, representantes da prefeitura insistem em fazer promessas como se ainda estivessem em campanha eleitoral. Mas não estão. Pior. A manutenção da Secretaria de Cultura custa caro, portanto, não justifica despesas faraônicas com uma estrutura que não funciona, senão para quem está levando algum tipo de vantagem. Prova disso é que, mesmo sem funcionar, as nomeações continuam na Secretaria, inclusive de pessoas sem a mínima relação com o segmento. A Secretaria de Cultura de Jequié foi transformada em CABIDE DE EMPREGO, conforme denuncia feita na câmara municipal.


 
DE QUEM É A CULPA? DE TÂNIA? PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Sáb, 27 de Setembro de 2014 21:02

Tem gente que atribui a culpa a Sérgio Mehlem e tem também gente que joga a responsabilidade para cima da câmara municipal. Defensores de ambos já afirmaram de alto e bom som de que nem Mehlem nem o Legislativo não carregam esse fardo pesado de terem lançado a cultura de Jequié no buraco. A presidente do Conselho Municipal de Cultura defende Mehlem: “O secretário é uma pessoa preparada, uma pessoa inteligente”. Por outro lado, não perdoa o que a administração vem fazendo: “Sabemos que a cultura em Jequié passa por um momento muito difícil, vivemos um caos”. Então, se Sérgio é competente e este já inocentou a câmara, sobrou para Tânia Brito, a prefeita da cidade, é isso? Para todos os efeitos quem assina todas as nomeações, sem exceção? Sucessos e fracassos sempre vão para a conta de quem comanda (sic).

CONSELHO FAZ CRÍTICA ÁCIDA

A presidente do Conselho Municipal de Cultura, Natália Andrade, foi à rádio e declarou: “Não tiro o chapéu para a situação dos espaços culturais. Não está tendo projetos e nem zelo aos espaços. As ações culturais não estão acontecendo”, numa dura e impiedosa critica a administração Tânia Brito/Sérgio da Gameleira. Mas ela fez questão de eximir Sérgio Mehlem de qualquer culpa pelo fracasso, quando disse que, “apesar da vontade do secretário as coisas não se concretizam”.

Embora Natália tenha falado que “não está tendo ações”, um representante da prefeitura afirmou que “a prefeita Tânia Britto está atendendo os anseios dos artistas”. Evidentemente que não está. Os espaços estão fechados, não existem programas e projetos que contemplem os mais diversos segmentos culturais e até as promessas são vagas.

 
DE OLHO NA REFORMA PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Sáb, 27 de Setembro de 2014 20:55

Os órgãos fiscalizadores do dinheiro público devem entrar em ação para apurar as declarações feitas na rádio por Val Rodrigues, artista visual e membro da Plenacultural. Segundo ele, não existe reforma no Museu. “Estive no Museu e constatei que, o que estão fazendo lá não pode ser considerado reforma”. O Museu está fechado desde novembro de 2013 para reforma. Ainda de acordo com Val Rodrigues, a cultura de Jequié está enterrada. “Falar que será feito não me convence, porque se existisse a vontade de fazer já teriam feito durante quase dois anos de governo” concluiu.


Imagem: Souza Andrade.

 
Governo do Estado e a arte de jogar dinheiro público fora PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Sáb, 27 de Setembro de 2014 11:31

Com a desculpa de que precisava economizar dinheiro com aluguel de imóveis, o Governo de Jaques Wagner (PT) executou uma baita de uma reforma em um prédio localizado atrás da Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Jequiezinho para abrigar órgãos como a ADAB e Bahia Pesca. Ocorre que o tempo passou - imóvel já deve precisar de novas obras – e a casa permanece fechada, enquanto continua pagando aluguel na Praça Coronel João Borges. Seria falta de planejamento ou ações para beneficiar alguém? Com se observa, a administração Tânia Brito/Sérgio da Gameleira não está sozinha na arte de gastar dinheiro sem serventia para o povo. O Restaurante Popular é um exemplo.


Prédio passa por reforma e é abandonado pelo governo estadual em Jequié

 

última atualização em Sáb, 27 de Setembro de 2014 11:43
 
Greve dos bancários em Jequié e Região terça, dia 30 PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.jequieeregiao.com.br   
Sex, 26 de Setembro de 2014 22:53

As agências bancárias de Jequié e Região não devem funcionar de terça-feira (30/09/14) em diante. Os bancários decidiram seguir o comando nacional de greve da categoria. A paralisação das atividades dos bancários é por tempo indeterminado e acontece às vésperas das eleições presidenciais. Esse tipo de greve gera constrangimento e provoca muitos prejuízos à população.


 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>